Prognosticos Apostas Futebol

NBA - Os nossos prognosticos NBA

  Prognóstico
NBA
 
Quotas
NBA
 NBA
em directo
 
 Estatísticas
NBA
 

Tem de ser membro para consultar os nossos prognósticos. Registe-se gratuitamente em alguns instantes ou ligue-se para consultar todos os prognósticos dos nossos peritos!

Prognóstico Utah Jazz - Memphis Grizzlies
Os Memphis Grizzlies recebem os Utah Jazz na NBA, leia aqui porque motivo acreditamos numa vitória caseira nesta partida! Leia mais

Tudo o que se passou neste verão na NBA!

Mais do que nunca a NBA é a Liga desportiva onde o salário anual médio é o mais alto do mundo. O salary cap foi reavaliado por cima após as negociações dos direitos televisivos e alcança agora mais de 94 milhões de dólares. As franquias puderam assim acertar o preço para conservar os jogadores nos quais se queriam apoiar. Pensamos instintivamente em Mike Conly que assinou o maior contrato da história da liga com 153 milhões em cinco anos a favor dos Memphis Grizzlies. Outras equipas preferiram reforçar-se com fuga de jovens jogadores. Esta estratégia pode revelar-se positiva, embora a longo prazo, dando tempo para que os jovens talentos evoluam e se adaptem ao jogo físico da NBA. Difícil passar ao lado da sensação deste verão com a recrutamento de Kevin Durant aos Golden State Warriors. Esta escolha muito conturbada faz do grupo de Steve Kerr o grande favorito para a conquista do título em 2017. Além desta chegada, os movimentos foram raros com muitas renovações. A outra equipa que operou várias mudanças foi a Atalanta. d’Al Horford foi substituído por Dwight Howard debaixo do cesto e uma decisão foi tomada em relação ao base visto que Jeff Teague vem reforçar os Pacers. O que deixa a via aberta para o Alemão Dennis Schröder para orientar o jogo da sua equipa. O Orlando também aparece como um dos grandes vencedores deste verão com algumas decisões marcantes, com a saída de Victor Oladipo para o Oklahoma City ou ainda a chegada de um treinador especialista dos processos defensivos, Franck Vogel. Fiel aos seus princípios, o técnico soube atrair dois jogadores interiores de qualidade com Serge Ibaka e Bismack Biyombo, a revelação dos últimos play-offs. Finalmente, uma palavra para Dwyane Wade que sai do seu clã de sempre, o Miami, para reforçar os Chicago Bulls.

Pau Gasol

Duas lendas deste desporto também meteram um ponto final na carreira com Kobe Bryant a deixar a sua franquia dos Lakers em ruinas e Tim Duncan que deixa o San Antonio substituído por Pau Gasol. Dirk Nowitzki por seu lado, mantem-se nos Dallas Mavericks com um belo contrato de 50 milhões em dois anos, oferecidos por Mark Cuban.

A free-agency do ano anterior havia baralhado as cartas com muitos movimentos, mas tudo foi mais calmo esta temporada. As regras favorizam a conservação dos melhores elementos por parte das suas equipas. Com o aumento consequente do tecto da massa salarial, certas equipas puderam sobre-pagar jogadores chave para conseguir mantê-los.

Lembrete sobre o funcionamento da liga

A NBA conta 29 equipas americanas, mais a canadiana de Toronto para um total de 30 equipas. São repartidas segundo um critério geográfico em duas conferências (este e oeste) que contam cada uma com três divisões de cinco equipas.

A temporada conta 82 jogos em que cada franquia defronta duas vezes as equipas da outra conferência, quatro vezes aquelas pertencentes à mesma divisão e três ou quatro vezes aquelas que fazem parte da mesma conferencia mas que não constam na mesma divisão. O vencedor de cada divisão é apurado para os play-offs, assim como os cinco melhores balanços de cada conferência, resultando num total de 16 equipas apuradas para a post-season. Defrontam-se então diretamente num duelo que compreende 7 rondas, em que passa quem vencer mais (passa quem chega a 4 vitórias). Isto em cada volta. A abrir, a primeira volta antes, das semifinais e das finais de conferencia. O campeão de leste defronta então o campeão do oeste nas Finales NBA que determinam a atribuição do título em meados do Junho. As 14 piores equipas, que por seu turno acabam a temporada dois meses mais cedo, participam na loteria do draft com a esperança de poder escolher em primeiro os novos jogadores da liga. Em 2016, foram os Philadelphie Sixers a beneficiar da primeira escolha ao selecionar o Australiano Ben Simonns.

As potências do leste...

Os Cavaliers de Cleveland figurarão como os imensos favoritos da sua conferencia visto que são campeões em título e deram à cidade o seu primeiro título de um desporto US importante desde 1964. O grupo permanece mudanças de relevo e há muitas hipóteses de rever os Cavaliers nas Finals no próximo mês de Junho, se bem que o nível do leste parece progredir.

James Lebron

Terão no entanto que ter cuidado com as equipas que vêm subindo ano após ano e que têm o sonho de perturbar a hierarquia. Os Toronto Raptors são o perfeito exemplo disso, com a dupla de All-Stars Lowry-DeRozan. A perda de Byombo será prejudicial mas o plantel mantem a densidade. Os Boston Celtics podem também fazer uma bela campanha, igualmente com um plantel estável, ainda que com o reforço d'Al Horford no centro, poderá permitir à franquia com mais títulos da conferencia este superar mais um degrau. Equipas como os Indiana Pacers de Paul George, os Atlanta Hawks que saem enfraquecidos deste defeso com as saídas de dois titulares, os Magic de Orlando ou os Detroit Pistons têm hipóteses de fazer boa figura. Por fim, os New-York Knicks podem regressar ao primeiro plano após anos e anos em branco. A franquia de Big Apple realizou um excelente mercado com as chegadas de Derrick Rose, Joakim Noah, Courtney Lee ou ainda de Brandon Jennings. A condição física destes jogadores não é uma garantia mas com um pouco mais de sorte poderão apoiar Carmelo Anthony e Kristaps Porzingis.

… e do oeste

A temporada anterior foi excecional com uma conferencia oeste onde constavam equipas de um nível elevadíssimo, mas também várias com equipas médias ou até mesmo medíocres. Os Golden State Warriors saem por isso com a melhor temporada regular da história com 73 vitórias para somente 9 derrotas. Esta performance foi inconsequente com a derrota no jogo 7 das Finales. Entrarão assim com um desejo de vingança, e terão ainda que gerir da melhor forma a integração de Kevin Durant assim como as saídas de Harrison Barnes e Andrew Bogut, que efetuavam um enorme trabalho menos visível na equipa campeã em 2015. Os San Antonio Spurs apresentam-se como um rival muito sério como em todos os anos. O plantel matem-se globalmente estável, mesmo que a retirada de Tim Duncan aos 40 anos mude a identidade da equipa.

Kevin Durant

Em emboscada perfilam-se sérios pretendentes com os Thunder de Oklahoma City que terão que saber viver sem Kevin Durant. Uma situação que poderá no entanto libertar Russell Westbrook que renovou recentemente e poderá assim vestir completamente o fato de líder, que poderá vir a partilhar com o seu extremo. A equipa mantem-se extremamente possante fisicamente e mesmo que seja difícil imaginá-la campeã, é no entanto um outsider sério. Os Los Angeles Clippers atravessaram um verão extremamente calmo, sem qualquer mudança importante. Infelizes na primavera anterior com as lesões de Chris Paul e de Blake Griffin no pior momento, é a hora para esta equipa de carregar no acelerador sob pena de ver os seus jogadores, cansados com as derrotas, abandonarem o navio angelino. Atrás deste Big Four, encontramos habitués dos play-offs com os Memphis Grizzlies, os Houston Rockets ou os Dallas Mavericks. A corrida ao Top 8 mantem-se muito aberta visto que as equipas jovens como o Utah Jazz, os Minnesota Timberwolves e os Portland Trailblazers terão também a ambição de ver a sua época prolongada para além dos 82 jogos da temporada regular.

A sua aposta NBA gratis no Betworld

Apostas NBA : as melhores quotas para apostar

Data e Hora Jogo Quota 1 Quota X Quota 2
22/01 - 00:00 Boston Celtics - Portland Trail Blazers 1.28
Betclic
12.5
Betclic
3.75
Betclic
22/01 - 01:00 Detroit Pistons - Washington Wizards 1.88
Betclic
12
Betclic
2
Betclic
22/01 - 02:00 Atlanta Hawks - Philadelphia 76ers 1.16
Betclic
12.5
Betclic
4.75
Betclic
22/01 - 02:00 Charlotte Hornets - Brooklyn Nets 1.13
Betclic
13
Betclic
5.5
Betclic
22/01 - 02:30 Miami Heat - Milwaukee Bucks 1.85
Betclic
12
Betclic
2.05
Betclic
22/01 - 02:30 New York Knicks - Phoenix Suns 1.4
Betclic
12.5
Betclic
2.8
Betclic
22/01 - 03:00 Memphis Grizzlies - Houston Rockets 1.92
Betclic
12
Betclic
1.95
Betclic
22/01 - 04:00 Chicago Bulls - Sacramento Kings 1.38
Betclic
12.5
Betclic
3
Betclic
22/01 - 04:00 Utah Jazz - Indiana Pacers 1.35
Betclic
12.5
Betclic
3.2
Betclic

Os números-chave da NBA

Durante os 82 jogos disputados por cada uma das 30 equipas na época regular, entre 195 e 200 pontos são marcados em média por partida. Os encontros entre equipas ofensivas podem gerar mais de 220 pontos, enquanto os duelos entre conjuntos menos dotados ou focados na defesa, terminam regularmente nos 180.

Desde 2000/2001, 11 das 14 equipas que já se sagraram campeãs, estavam entre os dois primeiros da sua Conferência na época regular. Se as surpresas são frequentes na época regular, tornam-se muito mais raras no play-off!

As melhores equipas conquistam geralmente de 65 a 80% de vitórias, enquanto aquelas que lutam pelos oito primeiros lugares para chegar ao play-off ficam normalmente entre os 45 e os 55%. Os dois ou três últimos não ganham mais do que um de cada quatro encontros, em média.

Algumas informações úteis para apostar na NBA

As surpresas na NBA são frequentes e é importante partir do principio que tudo pode acontecer. Vários elementos têm de ser considerados antes de colocar uma aposta, sendo que o mais importante desses elementos é a dinâmica da equipa. Os resultados de uma franquia são muitas vezes cíclicos porque dependem da habilidade dos lançamentos, da confiança do grupo, da motivação, da comunicação na defesa e mais geralmente da alquimia entre os jogadores. As dinâmicas necessitam um certo tempo para serem criadas mas também para se desfazerem. É a razão pela qual olhar para o historial recente é indispensável antes de colocar uma aposta.

As ausências dos jogadores importantes também terão que ser consideradas. Com o ritmo elevado do calendário, não é raro ver alguns jogadores a serem poupados para acabar com lesões mais ou menos importantes. Como o basquetebol é um desporto coletivo, onde o contributo de um individuo pode ter o máximo de impacto, é indispensável ter conta na lista de jogadores susceptíveis de falharem o próximo encontro. Certas equipas estão pendentes do seu melhor elemento e saber de uma ausência importante de última hora pode permitir beneficiar de quotas aliciantes. A outra consequência desta cadência infernal é sem dúvida a acumulação de fadiga. Uma ou duas vezes na temporada, uma equipa tem que acumular os jogos a disputar fora de casa, nos quatro cantos do país e num curto espaço de tempo. Os encontros realizados durante esses « road-trips » e os miles percorridos pesam muito na condição física e na frescura mental dos jogadores.

Certas equipas sabem muito rapidamente que não conseguirão o apuramento para os play- offs. Pois, quanto mais uma equipa tiver resultados negativos, maiores serão as hipóteses de obter uma boa escolha no draft de fim de temporada e recuperar um bom jogador. Algumas equipas ditas em “reconstrução” não hesitam em perder voluntariamente alguns jogos, experimentando algumas táticas ou dando tempo de jogo a jogadores medíocres. As séries negativas após o All-Star Game de Fevereiro são frequentes nas equipas em dificuldade na tabela classificativa. Para ilustrar esta ideia, em 2016, o Brooklyne acabou a sua temporada com 10 derrotas consecutivas, dando descanso por exemplo a um Brook Lopez apesar da perfeita condição.

Finalmente, uma astúcia de início de época que consiste em identificar as equipas que mudaram de treinador durante o verão. Algumas franquias com identidade defensiva transformam totalmente o seu perfil sob o impulso de um novo técnico que traz uma nova filosofia de jogo baseada no ataque. Ao contrário, se um proprietário pagou o preço forte para recrutar um pivot com um perfil defensivo, trata-se de uma situação que também dá uma indicação. As casas de apostas têm a tendência de se fiarem nas estatísticas da temporada anterior para prever o número de pontos marcados num jogo, mas estas mudanças são tantas oportunidades de fazer uma aposta do tipo over/under, muito judicioso.


A sua aposta NBA gratis no Betworld


Partilhe Facebook Twitter e-mail

Artigo "NBA" actualizado no 21/01/2017

Casa de Apostas



As apostas de Futebol
Odds Apostas
Resultados em directo

Bonus Apostas



bonus betclick
bonus bwin
bonus betfair
bonus unibet
bonus bet 365

 

Sobre o SportyTrader, o 1º site de apoio aos prognósticos e às apostas desportivas



O SportyTrader.pt é o site de referência dos prognósticos e das apostas desportivas on-line. Mais de 150 000 prognósticos gratuitos são propostos no Futebol, Ténis, Râguebi, dos quais 50 000 são no futebol!

O comparativo mais completo dos sites de apostas on-line, o SportyTrader permite-lhe apostar em toda a segurança ao mesmo tempo que aproveita dos melhores bónus e promoções disponíveis na Internet.







 

Quem somos ? - Contactar SportyTrader - Convidar - Imprensa

Copyright © 2017 SportyTrader.pt - Todos os direitos reservados

Termos gerais - Mapa do Site

Idioma