Bónus de devolução da sua primeira aposta!   Visitar

Liga NOS - Os nossos prognósticos Liga NOS

Prognóstico 1X2

26/11
10:00
Liga NOS
Belenenses
1 N 2
Chaves
26/11 10:00
Liga NOS
Belenenses
Chaves
1 N 2
26/11
10:00
Liga NOS
Portimonense
1 N 2
Tondela
26/11 10:00
Liga NOS
Portimonense
Tondela
1 N 2
26/11
10:00
Liga NOS
Boavista
1 X 2
Moreirense
26/11 10:00
Liga NOS
Boavista
Moreirense
1 X 2
26/11
10:00
Liga NOS
Desportivo Aves
1 N 2
Porto
26/11 10:00
Liga NOS
Desportivo Aves
Porto
1 N 2
26/11
10:00
Liga NOS
Marítimo
1 N 2
Estoril
26/11 10:00
Liga NOS
Marítimo
Estoril
1 N 2
26/11
10:00
Liga NOS
Paços Ferreira
1 N 2
Sporting
26/11 10:00
Liga NOS
Paços Ferreira
Sporting
1 N 2
26/11
10:00
Liga NOS
Benfica
1 N 2
Setúbal
26/11 10:00
Liga NOS
Benfica
Setúbal
1 N 2
26/11
10:00
Liga NOS
Braga
1 N 2
Feirense
26/11 10:00
Liga NOS
Braga
Feirense
1 N 2
26/11
10:00
Liga NOS
Rio Ave
1 X 2
Vitória Guimarães
26/11 10:00
Liga NOS
Rio Ave
Vitória Guimarães
1 X 2

Descubra todas as informações para as suas apostas na Liga Sagres: as estatísticas, os jogos e as melhores quotas das casas de apostas.


Apresentação da Liga NOS

A Liga NOS, principal Liga de futebol em Portugal está de regresso! Disputada em os meses de Agosto e Maio, opõe 18 emblemas que se defrontam para a conquista do título luso do Desporto Rei. Depois de uma temporada feita por embates “ida e volta” em que todas as equipas entraram em ação em 34 jogos, vê a primeira da tabela classificativa erguer o troféu e validar o seu bilhete para a Europa e para a Liga dos Campeões. O segundo classificado também segue na mesma rota europeia, enquanto que o terceiro disputa primeiro um playoff de acesso à Liga milionária. Vêm depois os 4o e 5o classificados com os seus ingressos para a Liga Europa, enquanto que os dois últimos da tabela são despromovidos e embarcam para a Segunda Liga. No última temporada, o intocável Sport Lisboa e Benfica sagrou-se novamente campeão Português, pela quarta vez consecutiva, na frente de Futebol Clube do Porto e Sporting Clube de Portugal.

As estatísticas chave da Liga NOS

O que se deve saber antes de apostar na Liga NOS, é que desde a criação do Campeonato Português, existe uma hegemonia dos ditos “Três Grandes”. E se apenas dois títulos escaparam a esses mastodontes ao longa da história, muitos números também confirmam esta regra. Com este carácter elitista, a Primeira Liga sofre da escassa competitividade e aparece um pouco menos espetacular que as outras grandes ligas europeias. Pelo menos em termos estatísticos, pois tecnicamente é dos campeonatos mais evoluídos. O Marítimo por exemplo, conseguiu agarrar o 6o lugar na temporada anterior, com a média magra de um golo por jogo. Em 5 temporadas, apenas 6 homens conseguiram superar a barreira dos 20 golos, e apenas 4 jogadores conseguiram apontar 15 ou mais golos na última época. Apesar de termos de relativizar estes números, por culpa do seu formato mais curto, que conta menos 4 jornadas comparativamente com os restantes grandes campeonato da Europa, é todavia um dado limitado.

Rendimento fora de casa

Um dos elementos a considerar para tornar-se num especialista do futebol luso, é que as performances fora de casa são mais frequentes que nas restantes competições do Velho Continente. Na última temporada por exemplo, 65% dos encontros registaram um golo dos visitantes, e cerca de um terço dos duelos foram concluídos com uma vitória dos hóspedes (29.7% exatamente). Não hesite por isso a tentar algumas surpresas nos embates mais apertados em 2017/2018. Olhando para as odds, pode verdadeiramente valer a pena.

Apostar bem na Liga NOS

Com uma média de 2.38 golos por jogo, a Liga NOS ficou ligeiramente dos restantes campeonatos na última edição e registou uma baixa significativa, face ao 2.72 do ano anterior. Pode ter sido um acidente que revelou rácios ligeiros de vitórias caseiras (44.5%) e de empates (26%). Uma indício que todavia, deixou aparecer vários oposições apertadas, que se decidiram em poucos detalhes. Atras dos “Três Grandes” existe muito suspense.

Exemplo, na temporada finda, 12.5% acabaram com o placar estacado no 1-1, prova – se era necessário – da batalhas difíceis que propõe a principal Liga portuguesa. Se for adepto das apostas nos resultados exatos, pode tentar esta marca quando entender que a indecisão irá marcar o jogo. Geralmente, é um mercado que se propõe à volta de uma odd de 5.00 nas melhores casas de apostas.

Finalmente, os nossos especialistas aconselham-no em não optar em resultados muito avultados na Liga NOS, ou de optar para o “menos de 2,5 golos” ou até o “menos de 1,5 golos”. Na última temporada, apenas 44% dos jogos atingiram mais de dois golos, mais uma vez atrás dos demais campeonatos, quando avaliar que se trata de um jogo com dois emblemas pouco concretizadores.

As forças presentes em 2017/2018

Depois de uma longa batalha à distância com o FC Porto, foi uma vez mas o SL Benfica a conquistar o título de Campeão de Portugal, pela quarta vez seguida. Assinando muitos golos (72) e sofrendo poucos (18), os homens de Rui Vitória impressionaram em todos os compartimentos, e serão uma vez mais o alvo a abater em 2017/2018. Os rivais estão prevenidos, mas a temporada anuncia-se muito difícil.

O SL Benfica terá que ter cuidado

Se os Encarnados são favoritos à própria sucessão, sabem no entanto que não podem vacilar nem pensar que o campeonato está novamente ganho. Embora Bruno Varela e Rui Moreira tenham chegado para lutar com Júlio César para um lugar na baliza, a partida de Ederson para o Manchester City veio criar alguma espectativa. Aliás a zona defensiva foi a mais tocada na janela de transferências de verão, com Lindelöff no United, e Nelson Semedo de malas feitas. Na frente de ataque do SL Benfica, os experientes Jonas e Mitroglou terão que voltar a fazer a diferença na frente, mas Seferovic chegou para reforçar a linha atacante. Uma frente que será bem apoiada pelos endiabrados Rafa, Zivkovic, ou Toto Salvio, entre outros. Rui Vitória sempre soube responder, mas vários pontos de interrogação subsistem para uma nova conquista avaliado numa quota de 2.00, um pouco mais alta que na última temporada.

Para quando o regresso do grande FC Porto?

Ao contratar Sérgio Conceição, autor de um trabalho formidável em 6 meses no Nantes, os Dragões mudaram de ares na véspera da temporada 2017/2018, com a Liga NOS na mira. Contando com os regressos de jogadores talentosos como Ricardo Pereira – que volta de dois anos magníficos em Nice – de Hernâni ou ainda de Vincent Aboubakar, os azuis e brancos terão que encontrar uma solução viável à saída de André Silva para o AC Milan. O prometedor Rúben Neves também acabou vendido ao Wolverhampton, dando um claro sinal que a Invicta precisa urgentemente de vender para sanificar as contas. No entanto, se não sair ninguém dos “titularíssimos” como Danilo, ou Felipe, nem nenhum dos desequilibrados Brahimi e Corona, este FC Porto ter uma palavra a dizer este ano quanto a uma hegemonia do SL Benfica que começa a fortalecer-se. Antes do arranque da temporada, o coroamento dos Dragões era proposto a 2.90, prova que os especialistas não os vêm muito longe dos Tetracampeões em título.

O Sporting CP finalmente?

Atrás, o Sporting CP que se reforçou com Fábio Coentrão e Jeremy Mathieu para a linha defensiva, também aposta muito nesta temporada. Apesar de não terem vendido (ainda) os jogadores que constituem a espinha dorsal da equipa, que são Rui Patrício, e Bas Dost, os seus capitães, Adrien Silva e William Carvalho, são pressentidos como futuras vendas milionárias ainda neste defeso. Mas Jorge Jesus já terá um plano em caso de saída destas duas “cervicais” do esqueleto do Leão versão 2017/2018, com a chegada Bruno Fernandes. Na frente, é provável que saia Bryan Ruiz, mas o experiente avançado Doumbia também chegou cedo para se entrosar com o gigante Holandês do ataque leonino, e melhor marcador da última temporada (34 golos). Assim, com uma defesa experiente, e uma linha de ataque composta por um dueto intimidante, o Sporting pode finalmente chegar a um título tenta há 15 anos! Antes do arranque da época, a odd do Sporting é de 3.10 caso consiga finalmente superiorizar-se aos dois rivais diretos.

O Minho e os outros

Se a ordem do pódio deixa apenas dúvidas para a ordem dos “Três Grandes” atrás, pode-se mesmo dizer que se desenha uma competição à parte. Apenas o Belenenses (1945/1946) e o Boavista (2000/2001) conseguiram entrar no círculo fechado dos raros campeões Lusos, e apenas uma vez em 83 edições reconhecidas pela Liga de Clubes. Mas a região do Minho tem-se destacado nas costas dos Grandes, e o Vitória de Guimarães foi o quarto classificado na última temporada. Contudo, o SC Braga vai-se revelando como o “outro” grande de Portugal, mas regular: desde 2008/2009, só uma vez não ficou com um dos 5 primeiros lugares. Enquanto aos possíveis despromovidos desta nova temporada, podemos afirmar que tanto Tondela como Moreirense – este último que paradoxalmente conquistou a Taça da Liga e consequente lugar na Liga Europa – têm conseguido fugir à despromoção, e pode ser desta. Já o Chaves e o Feirense, os dois promovidos de 2016/2017, acabaram por ser magníficas surpresas, acabando respetivamente nos 8° e 11° lugares. Desportivo Aves e Portimonense são os dois novatos em 2017/2018 e podem fazer mais do que a permanência, à imagem dos seus dois antecederos.