Se perder a sua primeira aposta, a Betclic devolve-lhe o valor até 50€!   REGISTE-SE!

CAN - Os nossos prognósticos CAN

De 14 de Janeiro a 5 de Fevereiro de 2017, a Taça das Nações Africanas abre-se ao mundo, para uma edição de 2017 que promete muito. Irá a Costa do Marfim manter a sua coroa? Conseguirá o Gabão criar a surpresa? A SportyTrader diz-lhe tudo!

Taça das Nações Africanas: episódio 31!

De 14 de Janeiro a 5 de Fevereiro de 2017, o continente africano terá os olhos postos no Gabão, onde se disputa a tradicional Taça das Nações Africanas. De Libreville a Franceville, passando por Oyem, o futebol vai ritmar a vida do povo gabonês, para a felicidade dos amadores do Desporto Rei. E como de costume, o espetáculo promete estar presente.

CAN 2017: os grupos

Grupo A: Gabão-Guiné Bissau-Camarões-Burkina Faso

O Gabão, anfitrião deste CAN 2017, foi relativamente poupado pelo sorteio e irá defrontar o Burkina Faso e os Camarões com o objetivo de conseguir o apuramento neste Grupo A. A Guiné Bissau, que se estreia na Taça das Nações Africanas defrontando logo o país anfitrião em Libreville, para o jogo de abertura, terá muita dificuldade em expressar-se. A menos de uma surpresa... Apesar de tudo, a participação dos Guineses já revela de uma incrível performance na fase de apuramento.

Grupo B: Argélia-Zimbabwe-Senegal-Tunísia

Os apaixonados do Desporto Rei darão uma atenção particular ao Grupo B. Com três formações candidatas ao pódio, inclusivamente ao primeiro degrau (Argélia, Senegal e Tunísia), os confrontos serão de uma incrível intensidade, e a tensão será por isso redobrada neste grupo da morte. Se há encontros a não falhar neste arranque da competição, são sem dúvida neste grupo!

Grupo C: Costa do Marfim-Togo-Marrocos-R.D.Congo

Neste Grupo C, a Costa do Marfim estará em posição de força, colocada junto de Marrocos, Togo e República Democrática do Congo. Os campeões em título não deverão ter muitas dificuldades em impor a sua lei e sair do grupo, antes de mirar mais além. E se para a segunda posição, a República Democrática do Congo, surpreendente semifinalista de 2015, fizesse uma gracinha perante Marroquinos e Togoleses? O debate está em aberto.

Grupo D: Gana-Uganda-Egito-Mali

Para o Gana, tudo se deverá desenrolar como previsto neste Grupo D. O Uganda, o Egito e o Mali terão provavelmente que se contentar com o segundo lugar. Porém, a magia do futebol africano pode perfeitamente pregar-nos uma bela partida. Os Egípcios, recordistas do número de títulos (7 coroamentos) e de participações (23), perderam algum esplendor e terão que mostrar os dentes para esperar ver os quartos de final.

Serão favoritos

Costa do Marfim: magnífico bis à vista?

Pela segunda vez na sua história, a Costa do Marfim sagrou-se campeã de África em 2015. Um título adquirido numa grande dificuldade, mas que alegrou um povo inteiro. Qualificados com apenas uma vitória na fase de grupos, os Costa-marfinenses haviam em seguida eliminado a Argélia nos quartos de final (3-1), e a surpreendente República Democrática do Congo nas meias (3-1), antes de superar o Gana na série das grandes penalidades, após um placar virgem.

Este ano, a Costa do Marfim será novamente favorita e a equipa a abater neste CAN. Colocados num grupo ao seu alcance (Marrocos, Togo e República Democrática do Congo), os Elefantes vêm-se regalados de uma bela rampa de lançamento para enfrentar hostilidades das eliminações diretas.Com Eric Bailly (Manchester United) e Serge Aurier (Paris Saint Germain), estão certamente na posse dos dois melhores defesas do continente. O que pode serenar os avançados costa-marfinenses (Gradel, Zaha, Sio ou ainda Salomon Kalou), cujo potencial pode assustar todas as defesas adversárias.

Contudo para nós não há dúvidas, a Costa do Marfim irá muito longe nesta competição. Talvez até ao título, bisando tal como o Egito, última seleção que conseguiu esse feito (2006, 2008 e 2010). Se acreditar nessa possibilidade, a vitória do Elefantes é avaliada em 4.00.

Senegal: será desta finalmente?

Ao vencer o Gana, futuro finalista, na ocasião do seu primeiro encontro para o CAN 2015, o Senegal acreditou que poderia ser o seu ano. Mas não foi. Os Senegaleses nem a fase de grupos conseguiram passar. Uma meia-surpresa num grupo onde figuravam igualmente a Argélia e a África do Sul. Um sorteio complicado, que não será mais fácil este ano. Com a Argélia e a Tunísia, ao lado de um Zimbabwe que sentirá maiores dificuldades, o Senegal terá que dar o máximo logo no primeiro encontro diante dos Tunisinos. Será talvez nesse momento que os adeptos ficarão a saber se a sua equipa pode ou não ir até ao fim...

No entanto, Aliou Cissé optou por selecionar vários jogadores que jogam no estrangeiro e nomeadamente, duas estrelas internacionais, com o objetivo de ir até ao fim. De facto Sadio Mané (Liverpool) e Moussa Sow (Fenerbahce), serão os dois trunfos senegaleses. Conseguirão levar o seu país até à conquista? Se ultrapassarem o seu grupo complicado, todas as esperanças serão permitidas. A sua vitória final é-lhe proposta a 6.00.

Serão outsiders

Argélia: um sério pretendente

A missão “troféu” passa pelo grupo da morte no que toca à Argélia, ao lado do grande rival tunisino, do Senegal e do Zimbabwe. E os Fanecos podem fazer muitos estragos. Com a sua dupla Mahrez-Slimani, que fazem faíscas no Leicester no campeonato inglês, contam com duas das armas ofensivas mais interessantes do torneio. E se Feghouli não faz parte da lista de convocados, Yacine Brahimi (FC Porto) será um grande agitador e poderá ajudar Mahrez, melhor jogador africano do ano, e melhor jogador na Premier League na temporada anterior, a vestir o fato de herói e a levar o povo argelino até a uma incrível conquista. No que às casas de apostas diz respeito, os Argelinos são propostos a uma bela odd de 7.00. Talvez a GRANDE jogada a tentar...

Gabão: perigoso nas suas terras

14 de Janeiro será um dia histórico para o Gabão, que finalmente viu-se atribuir o direito de organizar este CAN 2017. Carregados por um povo inteiro, os companheiros de Pierre-Emerick Aubameyang, elemento chave do dispositivo gabonês, serão uma seleção a ter em conta. Os primeiros testes terão lugar imediato na fase de grupos frente aos Camarões e ao Burkina Faso. Nada de insuperável para aqueles que nunca foram além dos quartos de final na Taça das Nações Africanas (1996 e 2012). O avançado do Borussia Dortmund sabe que o sucesso do seu país passa por grandes exibições da sua parte. Coleciona os golos com o seu clube. Porque não prosseguir com a sua seleção? PEA e a sua banda estão cotados em 8.00 para a vitória final. O ambiente e alguma sorte poderão mudar tudo.

Gana : presente, como sempre

Os Ganeses respondem sempre presente quando se trata de competir pela Taça das Nações Africanas. Por quatro vezes vencedores da competição, e cinco vezes finalistas infelizes, os Black Stars acabaram com facilidade no comando das qualificações e chegam ao Gabão sob esse impulso. Esta seleção já não conta com estrelas ao contrários de anos anteriores, com Essien à cabeça. No entanto o Gana conta com algumas armas na manga, com J. Ayew ou ainda Waris, no que toca ao ataque. No mesmo grupo do Uganda, do Egito e do Mali de Moussa Marega (Vitória de Guimarães) para começar, os Ganeses podem adaptar-se. Em todo o caso, com uma quota interessante de 8.00, apostar numa vitória do Gana não seria nenhuma inépcia. Longe disso.

O cenário está montado. Não hesite em apostar ao longo da competição apoiando-se nos diferentes conselhos dos nossos especialistas, sempre à procura das melhores jogadas às melhores quotas.



Outros prognósticos

Ver também
17/12 13:00
Sporting Portimonense
17/12 15:00
Lyon Marselha
17/12 15:15
Tondela Benfica
18/12 16:00
Porto Marítimo