Se perder a sua primeira aposta, a Betclic devolve-lhe o valor até 50€!   REGISTE-SE!

Taça de Portugal - Os nossos prognósticos Taça de Portugal

Prognóstico 1X2

30/12
10:00
Caldas SC
1 N 2
Académica
30/12 10:00
Taça de Portugal
Caldas SC
Académica
1 N 2

Descubra todas as informações para as suas apostas na Taça de Portugal: as estatísticas, os jogos e as melhores quotas das casas de apostas.


 


Apresentação da Taça de Portugal

A Taça de Portugal é uma prova na qual há sempre animação, sendo comum falar na Festa da Taça! Desde 1938 que esta competição se desenrola, e remontamos ao ano de 1946 para a primeira final disputada no Estádio do Jamor, que ano após ano, é o palco do jogo decisivo desta prova. Nela participam todos os clubes da Primeira Liga, Segunda Liga, Campeonato de Portugal, bem como um ou outro representante dos Distritais. Erguer a Taça, para além de ser um grande orgulho, significa um apuramento direto para a fase de grupos da próxima Liga Europa, pelo que as equipas com poucas possibilidades de alcançarem um dos lugares da frente na maratona da Primeira Liga, costumam apostar forte na sua caminhada nesta prova. Se o vencedor da Taça se conseguir apurar para a Liga dos Campeões, a vaga na Liga Europa é atribuída ao 4º classificado da Liga NOS. As eliminatórias são realizadas a uma só mão, tirando as meias finais, que são jogadas a duas mãos. Em 2016/2017 o SL Benfica conquistou mais uma vez o troféu, superando o Vitória de Guimarães com o resultado de 2-1. Os Encarnados são a equipa que mais vezes triunfou (26), seguidos do Sporting CP e do FC Porto (16 cada um). A 78ª edição da Taça de Portugal promete muito!

As estatísticas chave da Taça de Portugal

A média de golos nas últimas edições desta prova andou perto dos 3 tentos por partida, registando-se 3,08 em 2014/2015, 2,91 em 2015/2016 e 2,78 na temporada passada. As quotas para mercados de Mais de 1,5 golos ou Mais de 2,5 golos são bem apetecíveis nesta prova, e uma fiável fonte de rendimento. Nas duas mais recentes temporadas, apenas 29,41% e 27,49% dos confrontos tiveram respetivamente, um registo nunca superior a 1 golo/jogo, pelo que frequentemente temos desafios com 2 golos ou mais no total. De referir ainda que desde o seu início, a Taça de Portugal tem média de 3,15 golos por duelo, o que vem confirmar ainda mais a hipótese de haver jogos com acima de 1,5 golos. Em relação aos empates, são pouco habituais, tendo havido uma percentagem de 0,59% há duas épocas atrás e de 0,58% na anterior, pelo que raramente se jogam prolongamentos nesta competição. Na edição de 2016/2017 o resultado que mais vezes se registou, foi curiosamente o 1-0, para os apostadores que investem no resultado correto poderá ser uma boa escolha.

Fator casa, fator nulo?

Jogar no seu reduto nem sempre equivale a uma vitória garantida na Taça de Portugal. Senão atentemos no facto de clubes de divisões inferiores, ou mesmo das equipas menos prestigiosas da Primeira Liga, agradecerem quando recebem um dos Três Grandes, não pelo aspeto desportivo, mas sim pelo económico, no âmbito de conseguirem uma boa casa e assim, uma das melhores receitas da temporada. Isto para além da muita emoção nas próprias bancadas. Este fator é sempre dependente do sorteio.

No entanto, nos últimos 2 anos, tivemos uma média muito alta de triunfos forasteiros: 55,29% em 2015/2016 e 48,54% em 2016/2017. Se tivermos em conta que também houve cerca de 0,58 e 0,59% de empates, evidencia um género de “tudo ou nada” e retira qualquer favoritismo à equipa anfitriã, só por jogar em casa. Deverá hesitar antes de investir numa vitória caseira! Contudo, sabe que deve evitar o empate. Parece evidente, mas esta competição costuma respeitar bastante a hierarquia, nomeadamente nas fases finais. Lembre-se que em 77 edições já disputadas, 58 estão no museu dos Três Grandes, correspondendo a mais de 75% de conquistas pertencentes aos três emblemas.

Quem se poderá impor em 2017/2018?

Deste modo, é mais do que óbvio estes últimos (SL Benfica, FC Porto e Sporting CP) serem os principais candidatos a uma presença no Jamor, mas clubes como o Rio Ave, o SC Braga ou o Vitória de Guimarães marcaram presença nas finais da cinco mais recentes edições. E apesar de já não se jogar qualquer “Clássico” numa final desde 2008, trata-se sempre de cenário provável de se desenrolar em qualquer edição, dependendo também fortemente do sorteio. Será este o ano em que um Clássico volta na final?

O SL Benfica, com 26 títulos, é o emblema que mais vezes levantou este troféu, e nos últimos 5 anos, esteve no Jamor em três ocasiões, para além de ser o detentor do cetro. Ultimamente, as Águias têm dominado no futebol português e a sua estrutura mantém-se suficientemente forte, pelo que não seria de estranhar se atingissem novamente as últimas duas marchas.

Quanto ao FC Porto, que tem 16 Taças no seu palmarés, esteve na final em 10 das últimas 18 edições, triunfando em 7 ocasiões, e mesmo não vencendo desde 2011, é outro forte candidato à conquista da Taça, até porque tem um novo treinador que está a tirar o máximo de rendimento dos seus atletas. Também o facto de não vencer nenhum torneio desde o ano de 2013, aguçou consideravelmente o apetite dos Dragões!

Já o Sporting CP, esteve na final 4 vezes nos últimos onze anos, levando 3 troféus para casa, do total de 16 que coleciona no total. Sob os comandos de Jorge Jesus, os verde e brancos querem a fatia de Leão em todas as provas, e devem ter uma palavra a dizer nesta edição da Taça de Portugal. E o seu treinador atual já a soube vencer uma vez, ao serviço do vizinho encarnado.

Mas os demais emblemas apostam com força nesta competição, não só aqueles que referimos mais acima cima, mas também outros conjuntos desejosos de fazer boa caminhada na Taça. E não são raras as vezes em que chegam ao encontro decisivo. A Taça de Portugal foi vencida por uma equipa que não integra circulo elitista dos Três Grandes em 3 das suas últimas 6 edições. Mais concretamente pela Académica de Coimbra, pelo Vitória de Guimarães e pelo SC Braga. Estes 2 últimos serão os que mais hipóteses têm de fazer frente a SL Benfica, FC Porto e Sporting CP. Os dois emblemas do Minho são os representantes Portugueses na Liga Europa deste ano e não é por acaso. Com atletas muito competitivos, aguerridos e lutadores, Guerreiros do Minho Bracarenses e Conquistadores Vimaranenses, movem também muitos adeptos e nos últimos anos são crónicos candidatos a caminhadas exemplares não só na Taça de Portugal, mas em tudo que é nacional.


Outros prognósticos

Ver também
17/12 13:00
Sporting Portimonense
17/12 15:00
Lyon Marselha
17/12 15:15
Tondela Benfica
18/12 16:00
Porto Marítimo