Betclic
 50€  GRÁTIS!
Estoril Sol Casino
 250€  GRÁTIS!
Casino Portugal
 100€  GRÁTIS!
Dinheiro da sua 1ª aposta devolvido até 50€   CLIQUE AQUIi

Os feitos marcantes dos últimos 5 Campeonatos do Mundo

|

Enquanto ainda aguardamos pela edição russa, para a qual caminhamos paulatinamente, fazemos um foco sobre as cinco edições anteriores do Campeonato do Mundo de futebol.

Se tanto gostamos do Campeonato Mundial de futebol, é provavelmente por proporcionar, de quatro em quatro anos, emoções diversas e mais intensas umas que as outras. Esperança, tristeza, felicidade, raiva… todos os amantes do Desporto Rei vivem obviamente sentimentos únicos e memoráveis, nomeadamente quando os maiores jogadores se encontram para discutir o a consagração mundial. Emoções que iremos sentir novamente durante o verão, acrescentando ainda mais sabor às suas apostas desportivas. Para aguardar sem perder muita paciência, decidimos focar cinco encontros que marcaram as últimas edições do Mundial. Boas recordações… como menos boas.

França 3 -0 Brasil (França - 1998)

Parier France Coupe du Monde

Visto que se trata do Mundial mais antigo abordado neste artigo, e que opôs duas lendas vivas da história do futebol, comecemos pelo famoso dia 12 de Julho de 1998. Imbatíveis desde o arranque da competição, organizada em terras próprias, o anfitrião iriam defrontar o temível Brasil de Ronaldo e companhia, no Estádio de França. Se o astro brasileiro já era uma estrela ascendente e vinda impressionando volta após volta, esta final iria surpreender o mundo inteiro e revelar definitivamente o mago Zinedine Zidane! O 10 francês, após uma competição mediana a nível pessoal, aplicaria dois golos de cabeça, que o consagraria. Emmanuel Petit fecharia a contagem dramaticamente (3-0) nos últimos instantes da partida. Anos depois, quando coincidiram no Real Madrid, o mundo ficou a saber que os dois maiores jogadores daquele tempo se tinham defrontado.

Alemanha 0-2 Brasil (Coreia do Sul/Japão - 2002)

Quatro anos depois da enorme desilusão e consequente humilhação, o Brasil voltava à final, na edição asiática de 2002. E Ronaldo queria vingar as tragédias que lhe tinham acontecido. Para além da final perdida de 98, o mito astro tinha ficado longos meses afastado dos relvados depois de uma lesão gravíssima no joelho. Voltou, viu e venceu, esmagando tudo que se apresentava no seu caminho! Feito ao alcance dos mitos: apontou 9 golos na competição, dois dos quais… na final frente à fria Alemanha do icónico Oliver Kahn, então considerado o melhor guarda-redes do mundo. O elenco da Canarinha era um autêntico sonho, e contava nomeadamente com uma frente de ataque de 3 jogadores que conquistariam ao longo das respetivas carreiras 5 bolas de Ouro. Ronaldo e Rivaldo já o tinham sido, enquanto que Ronaldinho para lá caminhava. Uma Seleção auriverde inesquecível!

Itália (5)1-1(3) França (Alemanha - 2006)

Parier Coupe du Monde de Football

Depois da honra de disputar a final, a Alemanha teria o orgulho de organizar o Mundial de 2006, com a esperança de fazer como o Brasil… Mas ficou-se pelas meias-finais. A daquela edição, seria a porta de saída do lendário Zinedine Zidane, que havia decidido retirar-se dos relvados. Pela frente, um país que lhe dizia muito, a Itália, onde fez a felicidade da Juventus. E rapidamente, Zizou cristalizaria um momento memorável, adiantando a França no marcador através de uma grande penalidade à Panenka… frente a um dos melhores guarda-redes da história: Gianluigi Buffon! Contudo, outro homem decidiu tirar o protagonismo a Zidane, da pior das formas possíveis. Marco Materazzi, jogador marcante do Inter de Milão, enviaria a Squadra Azzurra para o prolongamento, de cabeça. Ironia total? Há mais! Por palavras designadamente ofensivas dirigidas a Zidane, Materazzi receberia uma resposta impensável, com o Gaulês de cabeça perdida… no tórax do Italiano! Uma das imagens mais conhecidas da história das Copas do Mundo, que se sobrepôs à imagem dos Italianos com o troféu erguido, depois do desempate por grandes penalidades (5-3).

Inglaterra (1)0-0(3) Portugal (Alemanha - 2006)

Parier Portugal Coupe du Monde

Pouco antes da final Itália-França, a edição do Campeonato do Mundo foi igualmente marcada pelo duelo memorável entre a Inglaterra de Wayne Rooney e o Portugal que ainda era de Luís Figo, mas que se tornava cada vez mais na Seleção de um mito em crescimento: Cristiano Ronaldo. Então companheiros no Manchester United, as respetivas jovens estrelas de Inglaterra e de Portugal iriam ser protagonistas de um lance invulgar, em que o coração do Português falou mais alto do que a amizade o unia ao Inglês. Depois de Rooney ter pisado as partes de Ricardo Carvalho, os ânimos exaltaram-se e Cristiano Ronaldo pediu cartão ao arbitro. O nativo de Everton não escaparia ao vermelho, enquanto que o do Funchal via o seu país em posição de força para poder seguir para as meias-finais. No entanto, a seleção de sua majestade iria resistir aos assaltos dos Conquistadores, compostos ainda por Deco, Pauleta ou Maniche. Chegava então o momento em que Lampard, Gerrard e Carragher falhariam, e em que Simão, Herlder Postiga e Cristiano Ronaldo não vacilariam: o desempate por grandes penalidades mandaria a Seleção das Quinas, orientada por Luís Felipe Scolari, para as meias finais, onde a esperaria a França… Parte da sequência fora contada.

 

(Prol.) Holanda 0-1 Espanha (África do Sul - 2010)

Parier Espagne Coupe du Monde

Depois dos Italianos em 2006, era outra equipa latina a levantar a Taça na edição seguinte, e não foi Portugal… superado justamente pela futura campeã: a Espanha! Considerada com larga margem, como a melhor seleção do mundo nesse momento, a Roja exibia novamente magia no cenário internacional, dois anos depois da sua vitória no Europeu 2008. Com a força de um Carles Puyol, o domínio de Xavi e Iniesta, e a preponderância de Villa ou Casillas, a seleção espanhola de Del Bosque passaria tranquilamente a fase de grupos, antes de afastar o vizinho Ibérico, Portugal, nos oitavos de final da competição. seguira-se o Paraguay e a Alemanha na semifinal. Opostos à Holanda de Arjen Robben e do estupendo Welsey Sneijder - autor de um ano superior a todos os níveis - a Roja acabaria por se impor, ao cabo de um suspense insuportável, graças a um golo do mago espanhol, Andrés Iniesta. Um golo que apenas surgiria perto do fim do prolongamente (116’). Estávamos em pela era espanhola no futebol!

Brasil 1-7 Alemanha (Brasil - 2014)

Parier Allemagne Coupe du Monde

Mais do que a final fechada entre Alemanha e Argentina, todos ficaram chocados com o estalo na cara dos hóspedes brasileiros, pela mão dos Alemães, futuro campeão do Mundo da FIFA em 2014! Depois de um percurso “assim-assim” ao longo do torneio, e sem a qua nova coqueluche, tendo-se Neymar dramaticamente lesionado nos oitavos de final, o carnaval brasileiro rapidamente se tornou num cataclismo impar! Em Belo Horizonte, o Brasil foi completamente abaixo! Müller abriu cedo as hostilidades antes de Miroslav Klose, melhor marcador da história do Campeonato do Mundo, fazer o segundo. Kroos fez mais dois e a chuva de golos que se abateu, não parecia ter fim. Khedira também quis a sua fatia, e concluía o 0-5 na primeira meia hora de jogo. Schürrle fechava o marcador com dois tentos mortíferos na segunda parte. Apesar de Oscar inscrever o seu nome na ficha de jogo (1-7), a tão querida Seleção mergulhava o país num estado de choque profundo, já asfixiado num contexto político desolante. Pouco dias mais tarde, os impiedosos alemães, tomariam posse da Copa do Mundo, perante o vizinho e rival argentino, que pela primeira vez, muitos Brasileiros apoiaram. E nem Messi pôde transpor o muro de Berlim… De resto, foi um conquista que fugiu da Alemanha desde 1990, a quarta da sua história.

Os prognósticos Mundial 2018 dão a Alemanha favorita e principal candidata a suceder a si própria. Joachim Löw conhece perfeitamente a receita! E a SportyTrader selecionou para si as melhores casas de apostas para o Mundial 2018 e colocar a sua aposta vencedora!

Confira também:

CASA DE APOSTAS, QUAL ESCOLHER?